quinta-feira, 11 de julho de 2024

FRUTO ABUNDANTE
Pra. Maria Luísa Duarte Simões Credidio

"Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto..."
Jo 15.8
Mensagem de 11/7/24


   Fui à casa de um amigo e fiquei impressionada com um tomateiro que havia nascido em seu terreno. O tomateiro estava carregado de frutos. Meu amigo me disse que havia contado os tomates e que eram mais ou menos 90. Logo lhe sugeri: " Pegue as sementes deste pé e plante novamente; porque a semente deve ser muito boa!"  "Este tomateiro já é fruto de outro que nasceu lá atrás do terreno, no ano passado", disse-me ele. "Eu peguei as sementes dele e plantei aqui". Meu amigo me informou que o outro pé havia dado 140 tomates! Fico pensando o quão bom  seria se fôssemos como aquele pé de tomate, tão carregado de frutos, com os galhos emborcados. A realidade é que Jesus disse que nós glorificamos ao Pai dando "FRUTOS", e frutos que permaneçam. Como está a árvore da nossa vida? Será que as pessoas olham para nós e ficam espantadas por glorificarmos tanto ao Pai, com abundância de frutos?
   Muitos filhos de Deus se ressentem por ter perdido a alegria inicial de quando começaram sua caminhada de fé. Está na hora de parar de somente receber e engordar, para começar a produzir frutos para Deus. A bênção só se mantém viva quando ela é passada adiante. Se estacionar em nós, estagna e morre. Talvez nossa oração para este dia possa ser: "Senhor Jesus, faz de mim um tomateiro com sementes boas". Amém!

 

quarta-feira, 10 de julho de 2024

 A DOUTRINA DA TRINDADE

Pra. Maria Luísa Duarte Simões Credidio

"Ouve,é Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor"
Dt 6.4
Mensagem de 10/7/24


   Há um só Deus verdadeiro. Ele se revela a nós através da Bíblia. Nesta auto-revelação, Deus mostra-nos quem Ele é e nós seres humanos. Para conhecer bem  a Deus precisamos podermos ter uma experiência pessoal com Ele. Aliás, foi por essa razão que Deus se revelou ao homem, para que este  pudesse manter uma comunhão pessoal com Ele.
   Deus é um só. Não existe nenhum outro Deus verdadeiro. Em Dt 6.4 lemos: "Ouve,é Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor". Em Isaías 44.6 temos: "Eu sou o primeiro e o último e fora de mim não há Deus". O único Deus se revela como Pai, Filho e Espírito Santo, pessoas distintas, mas sem divisão em sua essência. A não compreensão desta verdade tem levado muitos cristãos a erros doutrinários. "...não de pode separar na vida religiosa o Deus triúno. Relacionar-se com o Pai, só por meio do Filho, e segundo o agir do Espírito. Por sua vez, o Filho de Deus só faz o que seu Pai ordena, no poder no Espírito. E também o Espírito, que procede do Pai, só atua em função do Filho, a quem representa". Deus não pode ser dividido. Quem tem o Pai tem o Filho e o Espírito Santo. A Trindade age e trabalha em harmonia. Deus Pai planejou a salvação e fez a preparação necessária para a vinda do Deus Filho; Deus Filho executou a obra da salvação planejada por Deus Pai e Deus Espírito Santo veio a este mundo para convencer o pecador dos seus pecados, levá-lo ao arrependimento e fé em Jesus Cristo e transformá-lo em uma nova criatura mediante o sacrifício de Cristo na cruz do Calvário.
   Em sua natureza, Deus é Espírito Pessoal, Perfeito, Infinito e Eterno. Quanto ao caráter moral divino, vemos que Deus é Espírito perfeitamente bom. Deus é bom porque possui todas as qualidades boas em seu mais alto grau.
    Os atributos naturais de Deus são: Onipresença, Onisciência, Onipotência, Unidade e Imutabilidade. O Salmo 139 expressa muito bem a onipresença e a onisciência do único Deus verdadeiro, eterno e infinito. Os seus atributos morais são: santidade, justiça e amor. Este é o Deus a quem servimos e adoramos. Ele é o Criador de todas as coisas. Um dia, todos os homens terão que prestar contas a Deus, pois, Ele é o Senhor de todas as criaturas, tanto terrenas como celestiais.

terça-feira, 9 de julho de 2024

SOLTE O CESTO!

                           Pra. Maria Luísa Duarte Simões Credidio

"Lá embaixo, no final do rio, nossos planos terão destino certo, preparado pelo Senhor"
Ex 2.3
Mensagem de 9/7/24

     Nessa história narrada em Êxodo, capítulo 2, quando a mãe de Moisés pega aquele filho e, acomodando-o bem dentro de um cestinho, larga-o  rio abaixo, sempre me ponho a analisar  duas mulheres: a irmã, que acompanhou o cestinho até que este tivesse um destino e a mãe e o sentimento de desespero que tomava conta de seu peito. Imaginem o que ela sentiu quando chegou à margem do rio!
     Lembremos que um bebê de três meses é lindo! Genética à parte, toda criança nessa idade desperta em nós sentimentos de afeto e amor. Mas a par de toda meiguice, a criança, que se encontrada com a mulher hebréia seria morta pelos egípcios. E ela já começava  a expressar seu choro e as demais emoções ficavam evidentes...Era preciso que aquela mãe se desfizesse daquele bebê. Ela precisava abrir mão do que tanto amava para que os planos de Deus continuassem a se realizar.
     Aquela mãe, ainda segurando o cesto, começa a chorar e a se colocar diante de Deus. Acredito que naquele momento ela conversava com o Senhor e dizia: "Deus, eu fiz tudo o que podia, mas não conseguirei mais escondê-lo. Eu o amo tanto..."  A dor no coração daquela mãe era palpável. Mas com toda ousadia e confiança em seu Deus ela olha para o filho pela última vez e diz a Deus: "Senhor, aqui terminam as minhas ações. Eu solto o cesto para que o senhor cumpra o seu plano".
     Quero desafiar você agora, que está aí, blasfemando contra Deus.
     Experimenta:

1- largar o cesto. Muitas vezes estamos tão agarrados aos nossos sonhos e projetos que Deus não pode continuar sua obra em nossas vidas!

2- Em que acreditamos? Que nossos bebês ficarão quietos para sempre e que teremos o controle da situação? E às vezes não nos damos conta de que largar o cesto é ordenança de Deus. A ação que Deus quer de sua vida é esta: largar seus planos e sonhos nas mãos do Pai celestial.

3- Em que pensar nessa hora? Se aquela mãe pensasse apenas em si mesma, com certeza teria ficado com aquele filho até que os soldados egípcios o tomassem de suas mãos. Mas ela pensou na vida daquele bebê que tanto amava, num projeto maior. Não podemos pensar em nós mesmos, mas sim nos propósitos de Deus para nossos ministérios, trabalhos, relacionamentos e tudo o mais que precise ser controlado por Ele.
Em Isaías 55, versículo 9 diz: " porque, assim como os céus são mais altos que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos, mais altos que os vossos pensamentos."

4- Em quem confiar? Temos confiado mais em nossas estratégias para
 "segurar o choro do bebê" ou nos planos do Senhor, maiores e melhores? É característica nossa sermos controladores e tentarmos dirigir tudo pelo nosso próprio entendimento. Mas como filhos de Deus, precisamos confiar na promessa de que os propósitos  de Deus "jamais se frustrarão" conforme Jó 42.2.

     Meus irmãos: a Palavra de Deus para nós é "largue o cesto". Não com desesperança, não com desistência, mas com a certeza de que lá embaixo, no final do rio, nossos planos terão destino certo, preparado pelo Senhor. 

segunda-feira, 8 de julho de 2024

NA LUZ
Pra. Maria Luísa Duarte Simões Credidio

"Deus é luz e n'Ele não há trevas nenhumas"
1 João 1.5

Mensagem de 8/7/24

      Enquanto há desentendimentos ou medos ou estados negativos, há trevas. Mas cada vez que os enfrentamos, sob a inspiração de Deus, e os transformamos em condições normais, aumenta nossa luz interna e somos mais "filhos da Luz". Cada superação de nós mesmos, é superação de circunstâncias adversas. E vamos atingindo  a condição profetizada por Jesus:"Vós sois a luz do mundo".
      Nenhuma quantidade de preocupação ou medo pode apagar a luz de Deus. No momento que permito que a Sua Luz penetre em minha mente, estou me preparando para resultados positivos. Se o medo tentar voltar, lembro que uma pequena chispa de luz, me revelará a verdade e me aliviará de qualquer preocupação.
       Ao meditar e conscientizar o Cristo em mim, estou convidando Sua sabedoria a iluminar minha mente com sua radiante  Luz, a purificá-la de pensamentos negativos  e a libertar meu corpo de aparentes contradições negativas. Em sua luz sou plenificado da calma que surge graças a uma nova compreensão. Olho então para meu ambiente e o vejo novamente iluminado. Nessa luz, compreendo que não há nada a temer. As bênçãos de Deus estão e sempre estiveram à minha volta

"Porque tu acenderás a minha candeia; o Senhor meu Deus iluminará as minhas trevas" 
Sl 18.28

. 

domingo, 7 de julho de 2024

VOCÊ AMA A DEUS, VOCÊ AMA A JESUS?

Pra.Maria Luísa Duarte Simôes Credidio

Mensagem de 7/7/24



     Todos nós achamos que amamos a Cristo e que Ele é tudo para nós.
     Mas hoje o Espírito de Deus quer nos ensinar que tipo de amor ele quer de nós. Há uma diferença  entre o sentimento humano do amor e o atributo de Espírito Santo que verdadeiramente é o AMOR.
     O homem natural não sabe o que é o amor. E só poderá conhecer o verdadeiro amor, se receber o Espírito Santo e deixá-lo fazer morada em si.
     A Bíblia nos sinaliza que para recebermos  o Espírito Santo, devemos antes receber Jesus em nosso coração. Conforme Apocalipse 3.20, quando recebemos Jesus, recebemos uma nova natureza, a natureza espiritual- o Espírito Santo que nos ensinará todas as coisas  e fará, conforme João 14.26, lembrar tudo o que Jesus nos ensinou. Ele nos ensinará também como amar a Deus.
     Amar a Deus é viver para Ele, colocando-o sempre em primeiro lugar em nossas vidas, colocando-o acima de tudo.
     Amar a Deus e amar ao próximo como Ele nos amou. É abrir mão de nossa vontade e obedecer a dEle. É suportar provas, na certeza que Deus está ao nosso lado. Isso nos dá PAZ, a verdadeira paz, a PAZ verdadeira, eterna, que nos livra do medo, dos temores e de tudo que é contrário à fé.
     Os que amam a Deus, vivem em PAZ, expressa em João 16.33: " Tenho-vos dito isto, para que em mim(Jesus) tenhais paz. No mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo;eu venci o mundo".

     Os que amam verdadeiramente a Deus, são herdeiros dessa vitória!  

quinta-feira, 4 de julho de 2024

SERVIR A DEUS
Pra.Maria Luísa Duarte Simões Credidio

"Maria respondeu: -Eu sou uma serva de Deus; que aconteça comigo o que o senhor disse. E o Anjo foi embora"
Lc 1.38


     Estas poucas palavras bíblicas relatam a conclusão de um dos mais extraordinários acontecimentos da história. Uma jovem, na idade em que desperta os sentimentos do amor com toda a sua força, é visitada por um anjo de Deus que lhe dá a notícia de que ela foi escolhida por Deus para participar do processo mediante o qual o próprio Deus se fez homem.
     Sem hesitar, cheia de fé, Maria respondeu ao anjo: "Eu sou uma serva de Deus ; que aconteça comigo  o que o Senhor disse". Satisfeito com a resposta, o anjo voltou para Deus, no céu.
     Mas Maria não foi a única pessoa a receber uma missão de tão grande responsabilidade. Mais tarde, os discípulos de Jesus foram convidados a seguirem a Jesus, e eles o seguiram. Depois, eles foram encarregados de levarem a mensagem de Cristo ao mundo, e eles a levaram. Hoje, no mundo, estamos nós, você e eu, e muitos outros filhos de Deus. A responsabilidade de nos dispor a servir a Deus, de seguir os ensinamentos de Jesus, e de levar a mensagem do perdão aos que não creem, é nossa. Deus não manda Maria nem os discípulos e nem anjos fazerem isso. Deus quer isso de nós, seus filhos e suas filhas.
     Por sermos servos de Deus, e por desejarmos que aconteça o que Deus quer, nós oferecemos os nossos dons, o nosso tempo e os nossos talentos para anunciar o Evangelho da Salvação aos homens de todas as formas, inclusive esta que agora uso, via internet. Seja você também um servo ou uma serva de Deus pronta a anunciar, aí onde você se encontra, que Cristo é o Salvador do mundo, e que ele veio no primeiro Natal para se fazer Homem e, em  nosso lugar, realizar a obra da salvação.
     Que este período de arrependimento e gratidão e Deus, também seja um período de prontidão para servir a Deus.

OREMOS: Pai celestial, na oração do Pai Nosso nós sempre dizemos que a tua vontade seja feita na terra como no Céu. Dá-nos poder, mediando o teu Espírito Santo, para praticarmos o que dizemos e para te servirmos como Maria te servir. Por amor de Jesus, nosso Senhor e Salvador. Amém;